Inspirações

8 plantas com nomes curiosos

Os nomes das espécies dizem muito sobre elas: podem justificar características especiais ou revelar particularidades de seu comportamento.

 

  1. Gloriosa

O nome-adjetivo combina perfeitamente com esta trepadeira da família do lírio. Suas flores, vermelhas e amarelas, são muito vistosas. Sofrem uma torção, ou seja, os estames ficam totalmente à vista sob as pétalas recurvadas. Aparecem na primavera e no verão.

  1. Boca-de-leão

Pressione as flores tubulares, com dois lábios desiguais, e entenderá por que esta herbácea da região mediterrânea leva este nome. A boca-de-leão é produzida em diversas cores, na primavera e no inverno. Precisa de pleno sol para formar maciços em jardineiras ou bordaduras.

  1. Brinco-de-princesa

As flores pendentes justificam o nome popular desta herbácea cultivada a pleno sol em vasos e jardineiras. Por sinal, a cor fúcsia surgiu após a designação científica do brinco-de-princesa.

  1. Dama-da-noite

O perfume forte, exalado à noite, assim que as flores se abrem, é um atrativo a mais para a polinização, feita por mariposas. Não é à toa que esta trepadeira ganhou o título de dama-da-noite. Floresce várias vezes por ano e é cultivada em parques e jardins, cobrindo cercas.

  1. Flor-da-paixão

O nome popular da flor do maracujá foi dado por monges e está associado à paixão de Cristo. Isso porque a flor tem uma franja que remete à coroa de Jesus e cinco estames que simbolizam suas chagas. A trepadeira nativa do Brasil produz o maracujá doce.

  1. Amansa-senhor

Curioso, o nome popular desta árvore explica o uso de suas folhas como sedativo na medicina popular. O vermelho intenso de sua flor, formada entre os meses de maio e junho, a torna bastante ornamental. Ideal para a arborização de parques, praças e jardins.

  1. Gota-de-orvalho

Ao contrário de sua parente, a dama-da-noite, esta herbácea rasteira tem flores que se abrem com o amanhecer. Quando substitui a grama, formando um conjunto, suas flores brancas e pequenas parecem gotas de orvalho sobre o verde de suas folhas.

  1. Maria-sem-vergonha

Com saudades do Palácio de Viena, o imperador D. Pedro 1º trouxe sementes de Impatiens, que foram plantadas no Jardim Botânico. O que não se imaginava na época é que a espécie se adaptaria tão bem. Por “dar” em qualquer clima e local, ganhou o nome vulgar de maria-sem-vergonha.

 

Leia também: 8 flores e seus significados

 

Leia também: 4 plantas ideais para decorar a área da piscina

 

Fonte: Primeira Página

Redes Sociais