Feira

Maior e melhor edição da Expolazer e Expo Paisagismo aquece negócios do setor

Feiras simultâneas superaram as expectativas e evidenciaram o potencial do mercado de lazer, decoração outdoor e paisagismo no Brasil.

 

A intensa movimentação de compradores nos estandes da Expolazer & Outdoor Living e Expo Paisagismo, feiras simultâneas encerradas na última sexta-feira (9), no Expo Center Norte, foi o mais eloquente termômetro de um setor que não para de crescer.

A indústria de piscinas, por exemplo, apresentou faturamento quase 5% maior no ano passado na comparação com 2017. A expectativa para este ano é de manter o ritmo de crescimento, e os milhares de visitantes que passaram pelo evento estão entre os fatores que devem contribuir para o resultado.

“Foi a maior das 22 edições da feira, o que evidencia o enorme potencial destes segmentos no Brasil”, comemora a gerente de Negócios das feiras, Lúcia Cristina de Buone. Ela lembra o intenso trabalho iniciado há cerca de dois anos, logo após o término da última edição, em 2017, para entregar ao mercado o melhor produto, conteúdo, negócios e visitação.

Juntas, as feiras receberam 8.848 visitantes, número 20% superior ao da edição passada. Deste total, 44% foram compradores e 30%, público em geral. Os demais eram arquitetos, decoradores, engenheiros, técnicos, empreendedores, paisagistas e outros profissionais – entre eles, cerca de 350 tratadores de piscinas, um dos públicos prioritários da Expolazer & Outdoor Living.

Os eventos apresentaram lançamentos em piscinas, acessórios, iluminação, aquecimento, revestimentos, equipamentos e insumos para manutenção e tratamento de água, móveis e guarda-sóis, banheiras e spas, plantas, vasos, ferramentas, ornamentos e equipamentos de irrigação, entre outros produtos e serviços relacionados.

Na avaliação de Augusto Araújo, presidente da ANAPP (Associação Nacional das Empresas e Profissionais de Piscinas), parceira da Francal Feiras na realização da Expolazer, esta foi não só a maior edição, mas também a melhor.

“Ficou evidente a aposta dos expositores, seu investimento na apresentação dos estandes, e, principalmente, em lançamentos, que vieram com muita inovação. O mercado aprendeu que a Expolazer é o melhor lugar para apresentar suas novidades”, ressalta.

 

Conteúdo

Ao longo de quatro dias, as feiras ofereceram em torno 50 horas de programação técnica, como o 4º Fórum Brasileiro da Indústria de Piscinas e Spas, 2º Fórum de Inovação para Academias, Oficinas Técnicas e Arena Viva.

Já o 3º Encontro ANP de Paisagismo, realizado pela ANP (Associação Nacional de Paisagismo), confirmou mais uma vez sua importância aos profissionais e estudantes deste segmento ao tratar de temas relevantes e atuais como como mudanças climáticas, preservação, agronegócio e meio ambiente, paisagens litorâneas, marketing digital e desenvolvimento sustentável.

“Tivemos palestrantes de altíssimo nível”, lembra Eliana Azevedo, presidente da ANP, citando, entre outros, o paisagista Ricardo Sousa, que veio de Portugal para contar a experiência com paisagismo sustentável na Europa. “O Encontro é uma oportunidade única para adquirir novos conhecimentos e trocar ideias, não só para quem está iniciando nesta área, mas também para quem já atua nela há mais tempo”.

O ponto alto desta edição do Encontro foi a mesa redonda sobre a regulamentação da profissão do paisagista. Com presença do deputado Ricardo Izar, autor Projeto de Lei que trata desta questão (PL 2043/11), os paisagistas lançaram uma campanha nas redes sociais para pressionar a Câmara dos Deputados e acelerar sua aprovação.

O projeto está há quase dez anos de tramitação na Câmara dos Deputados e foi aprovado em quatro comissões temáticas (Trabalho, Educação, Desenvolvimento Urbano e Constituição e Justiça), mas ainda não seguiu para o Senado.

 

 Leia também: Fórum Brasileiro da Indústria de Piscinas e Spas colabora para atualização profissional

Leia também: Expo Paisagismo: Semax tem motivos para comemorar

 

Fonte: Primeira Página

Redes Sociais